I will never desert you, children. That is why I Am coming. It is because I Love you so much that I do this.


02 ago 2012 Deus Pai: Assim como o Meu Filho foi crucificado, também a Sua Igreja na terra será crucificada

quinta-feira, 02 agosto 2012 20:06

schismApocalypsefalse doctrineto clergythe Second ComingNew Paradisethe False ProphetJesus SaviourCrucifictionpersecutionthe WarningFatimaBenedict XVIChruch will fallbetrayal by the clergythe Book of Daniel

Minha querida filha, o julgamento da Igreja de Meu Filho na terra já começou.

A flagelação, a perseguição, está prestes a começar.

Assim como o Meu Filho foi Crucificado, também a Sua Igreja na terra será crucificada.

O julgamento já está a ter lugar. O Meu Filho foi enviado para salvar a humanidade do Fogo do Inferno.

A Sua morte na Cruz, uma terrível e cruel atrocidade, foi autorizada por Mim como meio de oferecer aos Meus filhos um futuro. O Corpo do Meu Filho tornou-se a Sua Igreja na Terra. Os Seus sacerdotes e servos sagrados tomaram o lugar dos Seus Apóstolos.

Agora, quando Ele regressar de novo para redimir a humanidade e reivindicar os Meus filhos preciosos, de modo  que eles possam entrar no Meu Paraíso, a história vai repetir-se.

O Meu Filho pregou a Verdade e reuniu muitas pessoas que seguiram os Seus Ensinamentos, que não duvidaram da Sua Palavra.

Então, Ele foi traído por pessoas próximas Dele e devotas a Ele, dentro das Suas fileiras.

A Sua Igreja, a Igreja Católica, também foi traída dentro dos seus próprios corredores.

A tentação de Satanás levou a uma grande perversidade que foi responsável pela morte do Meu Filho.

Na Sua Igreja de hoje, a morte começou há algum tempo. Assim aconteceu com o Meu Filho, quando muitos seguidores, leais à Santa Palavra, predita por Mim O abandonaram.

Em seguida, começou o julgamento em que o Meu Filho foi acusado de heresia. Assim, também, a Igreja do Meu Filho na terra sofreu a mesma fatalidade.

Pela perversidade no seu seio, em que foram cometidos delitos graves contra a humanidade, muitos fiéis seguidores desertaram da Igreja.

Por sua vez, eles desertaram do Meu Filho e descartaram os Seus Ensinamentos.

O julgamento da Igreja do Meu Filho na terra, deixa os sacerdotes em silêncio quando se trata de defender os Ensinamentos do Meu Filho.

Eles estão com medo de ofender aqueles que negam o Meu Filho, por causa dos pecados cometidos no seio deles.

A Igreja do Meu Filho enfrenta agora o maior desafio de todos, nunca visto desde a Crucificação do Meu Amado Filho.

A Sua Igreja está a ser impiedosamente ridicularizada, não apenas pelos seus inimigos externos, como pelos seus inimigos internos.

A Coroa de Espinhos será agora colocada sobre a cabeça da Igreja do Meu Filho, e poucos dos seus seguidores O apoiarão.

Assim como os apóstolos do Meu Filho, com excepção de João, O abandonaram durante o Seu Julgamento e execução, assim também os que estão em lugares elevados dentro do Vaticano, abandonarão o Meu Santo Vigário.

Ele, como chefe da Igreja Católica, será forçado a trilhar um caminho terrível, em desgraça, não por culpa própria.

Embora ele seja agredido, ridicularizado e faça um papel de néscio, não é sobre ele que vão extravasar a raiva. Será contra a Verdade da Igreja, a Igreja Cristã, formada pelo sacrifício do Meu Filho, será sobre ela que vão derramar o ódio.

O Cristianismo será flagelado em cada fenda, em cada nação, em qualquer lugar de adoração, até que fique fraco por esgotamento.

Será então conduzido a caminho do Calvário, tal como o Meu Filho foi levado, será amarrado e preso com cordas para tornar impossível que escape ao tormento.

Então, ao subir o morro, será apedrejado, cuspido e vaiado em todo o caminho até ao topo.

Em seguida, será pregado na Cruz.

Pouca simpatia será mostrada, pelos que culpam a Igreja pelos seus pecados contra os inocentes, quando condenarem a Cabeça da Igreja, o Meu Filho.

Eles vão culpá-Lo pelos pecados dos outros, causados pela tentação de Satanás.

Quando eles tiverem pregado na Cruz a Igreja do Meu Filho, enviarão centenas de guardas, tal como os seiscentos soldados que estavam no Calvário, para garantir que não escapasse um pedaço de Carne sem punição.

Nem a um servo da Sua Igreja, que lhe proclame lealdade, será permitido escapar.

Quando a Igreja tiver sido crucificada, eles vão garantir que ela está faminta de alimento e água até morrerem sem respiração.Todos os seus discípulos, tal como sucedeu com os apóstolos do Meu Filho, não serão vistos em lugar algum.

Eles vão esconder-se por medo de represálias.

No que será visto como o seu último suspiro, tudo ficará em silêncio, até que a alegria dos que crucificaram a Igreja ensurdecerá o mundo inteiro com sua falsa doutrina.

A voz do novo chefe da igreja, o impostor, o falso profeta, troará.

Tudo será feito em acção de graças por Mim, Deus o Altíssimo, com realce. Isso parecerá um novo começo.

Será então que a Presença do Meu Filho não será mais honrada nos altares dessa igreja, o que não pode ser.

É então que a Minha Mão, por castigo, cairá em punição. É então que a Batalha do Armageddon começará.

É então que Eu venho, através do Meu Filho, para salvar almas.

Não negueis esta profecia.

Não vos escondais atrás de falsos títulos para este dia que há -de vir.

A Crucificação da Igreja do Meu Filho tem que suceder por causa do Pacto Final.

Mas, então, a Gloriosa Ressurreição da Igreja, a Nova Jerusalém, enxugará todas as lágrimas, todo o sofrimento e, em seguida, a Nova Era virá.

Confiai no Meu Filho em todos os momentos.

Nunca receeis, pois Eu Sou o vosso Pai e voltarei para renovar a terra, e reunir todos os Meus filhos, neste milagre final profetizado no Livro de Daniel.

O Livro da Verdade já vos está a ser revelado, filhos, como prometido. Não rejeiteis a Minha Intervenção Divina, pois Eu digo a Verdade.

Deus, o Altíssimo